A vida urbana, uma forma das pessoas viverem sobre a pressão da “falta de tempo” e sobrecarregadas com as tarefas do dia a dia, tanto com a necessidade de possuir tecnologias, que irão nos trazer facilidades, como vivendo com pessoas de diferentes culturas e etnias que compartilham do mesmo ambiente e que são regadas de vários desafios e influências, podendo muitas veze ser boas ou ruins, dependo do ponto de vista e dos valores e dos padrões que estão inseridos.
Além disso, as pessoas estão se tornando individualistas, pois as tecnologias estão sendo a companhia em momentos de solidão e tristeza, fazendo com que se esqueçam da necessidade de comunhão e amor ao próximo. Sendo que ela deveria ser usada como facilidade para a execução de tarefas ou entretenimentos, porém está substituindo a importância da companhia de pessoas, e junto disso o diálogo, o toque e o abraço. Será que os valores estão trocados?
Um dos maiores problemas da vida urbana atual é a falta da estrutura familiar, que causa o surgimento de relacionamentos superficiais e passageiros, fazendo-nos pessoas que não precisam mais de amigos verdadeiros, aqueles presentes em momentos importantes da vida, sendo eles tristes ou alegres. Isso também acontece entre o próprio casal, ou seja, marido e mulher, que muitas vezes se casam por dinheiro, fama, posição ou até por que não querem ficar para trás.

Quando estamos no meio de uma multidão, ninguém nos conhece, porem é assim, mesmo estando com muitas pessoas ao redor, na verdade estamos sozinhos. Você pode ser uma pessoa solitária e vazia, sem relacionamentos com outro mesmo cheio de pessoas ao redor.

 

Se pensarmos nos valores antigos de sociedade, lembramo-nos da vida no campo onde todas as pessoas se conheciam, no entanto hoje a vida urbana faz de nós pessoas com poucos relacionamentos, que até mesmo não conhecem seus vizinhos. Encontramos dificuldades em dizer: “bom dia” aos vizinhos, pois corremos contra o tempo e perdemos a liberdade em se relacionar. Será que essa atitude está fazendo de nóso bom perfume de Jesus Cristo (2 Coríntios 3.15)? Como as pessoas podem ver Jesus através de nós, se nem ao mesmo se relacionamos com elas?

Que possamos lembrar que todos os seres humanos possuem a capacidade de amar, pois o amor é o dom supremo. E com ele podemos nos relacionar, e usar nosso modo de viver para testemunhar do amor de Cristo. O relacionamento junto com o amor é uma das formas mais transparentes das outras pessoas verem que temos algo diferente, e esse algo é a presença constante do Espírito Santo, habitando naqueles a quem confessam a Jesus como o Senhor e Salvador. Que sejamos como Estêvão entre o povo.(Atos 6.8).