Toda mudança gera desconforto no início, e a mudança transcultural é uma delas. Por este motivo, focado para casais, Sue Eenigenburg escreveu esse artigo com vários pontos que tanto impactam os casais que vão para o campo, ou que se mudam do seu país materno para outros países.

Abaixo alguns estresses que casais podem enfrentar no campo:

  • Demonstrações públicas de afeto – Não são permitidas na maioria dos países da África. Os casais devem rever a forma de demonstrar seu amor em público.
  • Maior tempo juntos em casa – Em seu país de origem, o marido passa o dia no trabalho. Agora, ele pode estar em casa com mais frequência. Isso pode gerar estresse, pois ambos não estão acostumados em ver um ao outro com tanta frequência.
  • Competição no aprendizado de línguas – Eu poderia aceitar a correção na minha pronúncia e gramática de todos, exceto do meu marido. Se ele me corrigisse, eu ficava extremamente na defensiva. Dica: Combinem antes se um pode corrigir ao outro ou não.
  • Competição no ministério – Às vezes, os maridos gostam de se encontrar com os amigos para colocar o papo em dia, enquanto que as mulheres ficam em casa com as crianças, fazendo o trabalho doméstico. Dica: Visto que são uma equipe, o homem pode ajudar com as tarefas domésticas. Às vezes, pode ficar com as crianças para que assim a esposa possa visitar as amigas.
  • Desgaste físico – Durante períodos de estresse, enquanto o marido esta pensando em “romance”, as mulheres estão pensando em dormir.
  • Questões emocionais – Há algumas questões emocionais que podem resultar em consequências físicas.
  • Sentindo a pressão – Embora os homens e mulheres passem por estresse da mudança transcultural, são as mulheres que sofrem mais.
  • Passar tempo juntos – Muito importante, mas claro, no caso de ter filhos, é só quando sobrar um tempo.
  • Expectativas dos papéis – Os casais missionários sentem que as expectativas de seus papéis não são tão claramente definidas no campo como quando estavam em seus países de origem.
  • Ambiente – Um novo ambiente traz seus próprios estresses para os casais. Casas menores, menos conveniências, mais roubos, poucas pessoas para ajudar a cuidar das crianças e menos tempo como casal, predomindam para criar e aumentar o estresse transcultural.

Sendo pro-ativo diante dos estresses.

  • Antes de sair do seu país, os casais devem discutir seus papéis e expectativas de cada um.
  • Antes de sair do seu país, os casais devem reservar um tempo para apreender tudo o que puderem sobre o estresse transcultural, o país, as pessoas e o ambiente para o qual eles estarão se mudando.
  • Antes da chegada dos novos casais no campo missionário, as equipes que já estão no local devem fazer o que puderem para ajudar o preparo do novo casal. Uma vez que um novo casal chega, um casal mentor deve estar preparado para caminhar com eles.
  • Enquanto estiverem no campo, os casais devem encontrar saídas para lidarem com o estresse transcultural. Os maridos irão certificar-se de que as suas esposas saem ocasionalmente para encontrar com outras mulheres, sem os filhos. As esposas irão encorajar os seus maridos para encontrar suas atividades extras também.

Perguntas e idéias para os casais discutirem antes de se mudarem para o exterior:

  1. Quais problemas conjugais que você está passando agora? Como você pode lidar com eles antes de mudar para o exterior?
  2. Qual é o plano de vocês, se um avançar mais rapidamente do que o outro no aprendizado de línguas? Como vocês irão se ajudar?
  3. O que o marido pode fazer para que a mulher se sinta amada e respeitada? O que a esposa pode fazer para mostrar respeito e amor ao marido?
  4. Como você esperar equilibrar o ministério com sua família?
  5. Como você vai enfrentar a adaptação às diferenças culturais? Que diferenças culturais você está ciente neste momento?
  6. Cada cônjuge pode ler um livro sobre mudança transcultural e compartilhar o que aprendeu.
  7. O que você sabe sobre o país, as pessoas, o ambiente para o qual você está se mudando?
  8. Depois de pesquisar seu novo país, compartilhe o que aprendeu com o seu conjuge.
  9. Vocês estão orando juntos sobre as futuras mudanças? Quais são as coisas que vocês sabem que irão enfrentar? O que pode ser inesperado? Orem a respeito.
  10. Depois de pesquisar seu novo país, compartilhe o que aprendeu com o seu cônjuge.
  11. Vocês estão orando juntos sobre as futuras mudanças? Quais são as coisas que vocês sabem que irão enfrentar? O que pode ser inesperado? Orem a respeito
  12. Qual é o seu plano de como lidar juntos com esses diferentes estresses? Inclua etapas específicas.
  13. Quais são as suas expectativas de estudo da língua?
  14. Quais são as suas expectativas e de sua equipe sobre um ao outro? Você já se comunicou com sua equipe sobre as expectativas? Se não, faça isso.
  15. Que mudanças você espera a respeito de suas funções?
  16. Quais são as suas atuais frustrações?
  17. Quais são as maiores preocupações de cada um de vocês possuem sobre o seu futuro ministério?
  18. Cada um compartilhe algumas idéias para mostrar habilidades de escutar um ao outro.
  19. Pratique e verbalize seus sentimentos através do compartilhar de um pensamento, um sentimento e uma convicção.
  20. Agende um horário semanal para se reunir com amigos logo depois de chegar no seu novo país.
  21. Qual é a sua visão? Escreva uma declaração da visão da sua família, bem como do seu ministério entre os nacionais.
  22. Quais são alguns dos objetivos do ministério que cada um possui? Como você pode ajudar os outros a realizá-los?
  23. Quantas vezes você vai tirar férias? Qual é o seu dia de descanso semanal? Planeje pelo menos três possíveis lugares para visitar no primeiro ano.
  24. Planeje férias do próximo ano e marque-os no calendário.
  25. Ligue ou escreva para os membros da sua equipe com perguntas que você tem. Peça a equipe se eles possuem algumas perguntas para você.
  26. Existe um casal de orientação preparado para caminhar com vocês através de estresse transcultural? Escreva o que você quer deles e compartilhe o que eles esperam de você.
  27. Como você enfrentará as muitas novas tensões, e o que você pode fazer para reduzir o número de tensões que você já tem?